“O Grande Circo Místico” é escolhido para representar o Brasil na corrida ao Oscar

O Grande Circo Místico“, filme de Cacá Diegues, foi o escolhido pela Academia Brasileira de Cinema para representar o país na disputa por uma indicação ao Oscar 2019 de melhor filme estrangeiro. A decisão foi anunciada nesta terça-feira (11) durante um encontro com jornalistas na Cinemateca Brasileira, em São Paulo.

Após 12 anos de jejum na direção, o alagoano Diegues adapta o poema “O Grande Circo Místico” do escritor conterrâneo Jorge de Lima (1893-1953), sobre as desventuras dos membros de uma companhia circense. O mesmo texto já havia inspirado, no início dos anos 1980, o espetáculo de dança de Naum Alves de Souza e um álbum musical homônimo de Chico Buarque e Edu Lobo. Algumas canções famosas da dupla, como “Beatriz”, “A História de Lily Braun” e “Ciranda da Bailarina”, foram incorporadas ao longa.

O filme estrelado pela atriz Bruna Linzmeyer  foi o escolhido entre 22 filmes durante a comissão presidida pela produtora Lucy Barreto

O filme foi escolhido por uma comissão presidida pela produtora Lucy Barreto, que ressaltou a poesia da produção. “O mundo está precisando de poesia e magia e o filme do Cacá vai trazer isso pra nós: brasilidade, música e alegria. Pensamos que foi uma boa escolha”, afirmou.

Acompanhada de membros da comissão, como a atriz Bárbara Paz, e os cineastas Flavio Ramos Tambellini e Jeferson De, Lucy revelou que a discussão girou em torno de três dos 22 filmes inscritos, mas não revelou os outros favoritos. O martelo foi batido nesta terça, após um encontro de 2 horas. “Tivemos uma discussão harmoniosa”, ressaltou Paz.

Em tom de fantasia lírica, o filme segue um jovem rico (Rafael Lozano) que se apaixona por uma performer de show de variedades (Bruna Linzmeyer). Para provar seu amor, dá de presente um circo à amada, onde ela possa se apresentar. Um mestre de cerimônias chamado Celavi (Jesuíta Barbosa) se encarrega de narrar a história da trupe ao longo de mais de cem anos.

Mais sobre o filme:

Trailer do filme 


“O Grande Circo Místico” fez sua estreia mundial no último Festival de Cannes, como um dos filmes convidados para exibição especial (não competitiva), e chega aos cinemas brasileiros em 15 de novembro.

O filme coroa uma fase especial na vida de Diegues. Um dos grandes nomes do cinema nacional, ele foi recentemente eleito imortal na Academia Brasileira de Letras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *